quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Espírito Santo! O que é? E onde ele está?


            Não se sabe ao certo a origem do chamado Espírito Santo, mas se associa a ideia chamada de santíssima trindade, que vem a ser o pai (Deus) o filho (Jesus) e o espírito santo. Existe entre o pai e o filho a ideia da figura humana, sendo o filho o ser que foi realmente humano, vivo e que existiu entre a humanidade, mas o espírito santo?
           
         Bem, pesquisando na internet não consegui encontrar algo realmente significativo para falar sobre o espírito santo além da ideia de “prosópon” que originalmente significava face ou mascara no teatro grego, eram mascaras usadas para enfatizar as expressões dos atores, bem como associar ao ator o seu papel, como por exemplo, um pescador deveria ter uma mascara que expresse seu oficio, assim como um pintor está associado ao pincel, um eletricista ao alicate... O espírito santo seria então a expressão divina de uma força maior.


            Mas que força é essa?

            Antes de falar diretamente sobre esta força quero falar um pouco de astronomia, há pouco menos de um século a humanidade descobriu que o universo esta em expansão, recentemente se descobriu que este movimento de expansão esta em um ritmo acelerado, ganhando velocidade a cada momento, em pesquisas recentes os físicos descobriram que esta força de expansão é de apenas 0,118 isto é: o numero 1 seguido de 18 números zeros depois da virgula! É um numero muito pequeno, incrivelmente pequeno.

            Agora, imagine que algo tão pequeno exerce uma força tão grande e ainda misteriosa no Universo qual força será que trás nossos pensamentos?

            Em uma grande rede de lojas há uma liquidação de começo de ano, no inicio do ano de 2006 eu resolvi participar da fila e ver se conseguia comprar algo que estivesse realmente mais em conta, durante a fila varias pessoas contavam histórias de suas participações anteriores e muita gente falava que tinha de ficar esperto e correr e tal... Foi quando uma moça me surpreendeu dizendo que tinha o propósito de comprar uma maquina de lavar roupas e que iria conseguir atingir seu objetivo custasse o que custasse e que passaria por cima de quem quiser pra conseguir o que queria!!!
            Bem fiquei um pouco horrorizado com aquilo. Pensei comigo:

- O que é que eu vim fazer aqui!

O momento de entrar na loja chegou, e eu entrei tranqüilo sem pânico, sem o desespero que me impuseram no lado de fora e consegui comprar uma impressora e uma hidro lavadora por um preço bem reduzido, mas sai também com a lição de que as pessoas acham no direito até de agredir pra alcançar seus objetivos! Infelizmente há pessoas que pensam assim.

Tanto que em 2007 um assaltante ao aproveitar que uma mulher estava retirando seu filho do veiculo ao roubar o carro e arrastou a criança por cerca de 4 quilômetros pelo lado de fora do veiculo ainda preso ao cinto, o caso ficou conhecido como caso João Hélio, nome da criança.

Isto me fez pensar no seguinte:

Imagine milhões de pessoas no mundo pensando:

- Eu passo por cima seja de quem for pra atingir meus objetivos!

Com certeza isso gera uma força, uma tensão, e essa tensão em algum momento vai encontrar um circuito, uma corrente ou condutor que irá descarregar todo este potencial de carga gerada em uma ação que por mais absurda que pareça foi gerada pela força de pensamentos de milhões de pessoas.

Você pode não concordar, mas esta é uma ação do espírito santo!

Bem!

Tirando toda mística misteriosa envolvida analisando apenas o que é espírito?

Etimologicamente a palavra espírito vem de sopro ou respiração, quando o ser morre e para de respirar se dizia então que se foi o espírito, também está ligado ao vigor, a coragem, ao intelecto e a personalidade, em suma podemos dizer que em tudo que é vivo há o espírito, portanto é regido por leis já que para tudo que é vivo certas faculdades são igualmente comuns, isto vem a resumir que há um espírito em comum para todos os seres e se a vida se estende para além de nosso pequeno planeta há então um espírito em comum para todo o Universo.

            Agora o que é ser santo?

            O termo Santo para os católicos são aqueles que foram convertidos e salvos por Jesus, também está associado à pureza, o ser limpo, sem culpa ou mácula, em algumas religiões prega-se o não julgar, a abnegação desta faculdade aproxima o ser da sua pureza. Embora isto seja de certa forma a negação da própria consciência, o não julgar é também a opção de não opinar e com isso o ser se coloca acima das fraquezas existenciais presentes o que pode realmente elevar o espírito, mas também o separa de compor a realidade do Universo presente.

            Agora juntando novamente as duas palavras “espírito e santo” podemos dizer que se trata da força que não se faz por si própria é a consciência inconsciente, é o espírito que não pertence a uma entidade como a rede de um pescador que embora o identifique como pescador, é um bem universal a todos os pescadores, portanto o espírito santo é o prosópon de toda entidade viva, como em: Deus. O Que É e Como Encontrar! http://reflexhuman.blogspot.com.br/2013/08/deus-o-que-e-e-como-encontrar.html Eu explico que cada ser desenvolve a sua natureza e não há julgamento sobre as escolhas que são feitas, se um ser evolui para ser um predador e assim aos poucos a cada geração lhes é acrescentada tal força, forma e preparo para tal e não há nisso mal nenhum perante a esta ferramenta universal da vida que é o espírito santo.

            Aliás, nada no Universo tem como causa primaria o mal!

            Vejamos um exemplo de mal extremo, a morte!

            Para que um ser possa vir a morrer em primeiro lugar ele tem de estar vivo!

            Portanto o mal morte, é causa segunda de um bem primário, ou seja: vida. Se analisarmos bem todo mal passa por este prisma como o roubo é a causa segunda da extração de um bem primário, a mentira é a falta de uma verdade que é primordial, e assim em diante.

            Mesmo assim muitos são os males que acontecem, mas o bem sempre vence por ser causa primeira, sem o bem nenhum mal há de se fazer por si só.

            O homem como espécie no qual existe hoje, existe a mais de 150 mil anos apenas pouco mais de 10 mil anos o homem se modernizou, criou a civilização, cidades, a polis, filosofia e deixou de ser um mero predador para se tornar observador, acompanhante do tempo e das mudanças, da colheita e de si mesmo, talvez o grande responsável pela mudança não foram os acertos e sim o próprio erro!

  
        Entre estes erros, que até pode ser chamado de grande acerto, foi o fato do homem se reunir em tribos e contar histórias, entre estes contos, lendas e fabulas o tempo foi passando e o que era apenas uma viagem metafórica para se transmitir uma ideia acabou se tornando uma verdade que todos acabaram assumindo como sendo até uma verdade do próprio Universo. Entre estas verdades temos os mitos gregos e romanos e de outras civilizações que foram se misturando e se transformando numa mistura de mito com verdade. Talvez o mais intrigante seja a explicação da criação do homem por Deus pelo povo Judeu!

            A história de Adão e Eva está entre uma das mais antigas histórias que temos, mas o que intriga é o fato da própria explicação sobre a geração do chamado pecado original!

            Diz à história que ao comerem o fruto da arvore da vida da ciência do bem e do mal, se abriram os olhos e viram-se nus!

            Ora seria a criação de Deus imperfeita, pois eram então cegos?

            Certamente que não eram cegos, o que a história quer dizer é que eles passaram a ver suas vergonhas, ou seja, suas partes sexuais têm-se então a ideia de que sexo seria então o pecado original, mas na verdade o sexo não foi gerado depois que comeram o fruto, o sexo já estava lá, o que aconteceu de fato foi que tomaram consciência do próprio desejo sexual e então cobriram o sexo por se verem dominados pelo desejo.

            De certa forma não foi o sexo então o pecado e sim a consciência dos desejos, das emoções e a necessidade de domínio sobre elas.

            É bem provável que isso seja uma parte da história responsável pela mudança do homem de ser um mero animal para assumir em si próprio a faculdade de uma natureza além do ser animal.

            Sem estas histórias o homem continuaria sua vida de caçador e nômade tanto que se os europeus não tivessem chegado às Américas provavelmente ainda haveria pessoas por aqui vivendo como meros animais na floresta, caçando e pescando.

            Mas o que tudo isso tem haver com o espírito santo?

            Como o bem é sempre causa primaria podemos dizer que tais histórias mesmo sendo sem um fundamento cientifico foram de grande impacto para com toda humanidade e certamente algum fundo de inspiração mais elevado pode ter deixado uma pontinha de verdade nessas histórias, nem que seja para inspirar o homem a ficar intrigado e buscar o conhecimento mais profundo, entre estes a própria ideia do espírito santo é uma delas.

            Nós, por causa da linguagem, aprendemos a pensar com as palavras ao invés de pensar com as emoções e nesta compilação entre as emoções e palavras cometemos alguns erros, principalmente de tradução de nossos próprios sentimentos, muitas vezes pensamos de uma maneira, agimos de outra e quando falamos, não falamos exatamente como pensamos e como agimos!

            Esta falha nos causou um certo afastamento de nossa ligação com nosso estado natural, que embora este afastamento nos levou ao aprimoramento de nosso mundo também nos gerou dificuldades entre o crer e o saber!

            As pessoas procuram através da linguagem um atalho para o saber, é como se ao falar de tal forma indicamos o domínio sobre a forma.

            Para entender melhor vejamos um exemplo:

            Um palhaço! Ao se apresentar como palhaço o homem adquire uma forma de falar e nesta forma nós como espectadores já identificamos o ser e sua graça e já preparamos nosso ser para receber a carga de humor.

            Da mesma forma o ser ao pertencer a uma entidade religiosa adquire certa forma de falar como se o ser ao falar por esta forma possuísse a carga do saber que possui tal forma. É como imitar ser “professor” sem ter em si o conhecimento do oficio.

            É o uso do Prosópon.

            Porém! Como qualquer outra ferramenta, necessita de um manipulador desta ferramenta e no momento presente todos nós manipulamos esta ferramenta que é o espírito santo sobre o mundo.

            Nossos pensamentos são mais do que só nossos, são manifestações elétricas que ocorrem em nosso cérebro, o pesquisador Pavel Novak, da Universidade Queen Mary, na Inglaterra, conseguiu medir a eletricidade das sinapses com o uso de um microscópio eletrônico de alta resolução e descobriu que a corrente que circula entre as sinapses por íons Ca2+, pelos canais de cálcio dependentes de tensão ou VGCCs (voltage-gated calcium channels), o valor de pico registrado dessa corrente foi de 4,4 pico amperes por micrômetro quadrado. Isso não significa que nossos pensamentos são automáticos, mas sim que temos a consciência de nossa própria consciência, portanto cabe a nós organizar nossos pensamentos.

            A oração para muitas pessoas é uma fonte poderosa de saúde e bem estar, bem como a ligação de nosso ser com uma força vital.

            Se assim é, o mau pensamento também gera uma força, um potencial para que o mal aconteça.

            É claro que o mau como causa segunda nem sempre se realiza é como se fosse uma força desperdiçada, um potencial no qual não irá gerar nada além do próprio mal em si, como passar por cima de alguém para atingir seus objetivos não demonstra que você é mais forte ou merecedor e sim que é capaz de ignorar a vida de outro ser para realizar o propósito do seu ser.

            Na natureza os seres estão em constante disputa por espaço e por sua existência e é claro que como em toda e qualquer disputa há os que vencem e se há os que vencem é porque outros seres perderam e não há para a natureza um julgo do ser que vence como bom ou mau, nem julgo do ser fraco como mau ou ruim, simplesmente não há julgo, pois o espírito puro não faz escolhas é apenas a ação sobre as escolhas que já existem. Como um leão só pode ser predador se houver a presa, assim como a flor só pode ser o que é por se ter as abelhas.

            Há, portanto um constante estado de harmonia entre as forças esta harmonia pode ser chamada também de campo mórfico (veja: http://reflexhuman.blogspot.com/2013/05/o-campo-das-formas.html ) também podemos entender estas forças com este vídeo:


            Esta força por ação instintiva talvez nos inspirou a ter a ideia do chamado espírito santo embora a própria ideia não se vê por completo tanto que a própria religião não possui uma explicação mais profunda, isso pode ser por ação da própria linguagem que por falta de um aprofundamento, aceita-se as convenções como a simples palavra “fé”.

            A oração é dita como a forma de aproximarmos o nosso espírito com o espírito santo, em muitas pesquisas já ouve até comprovações de que a oração feita por alguém realmente ajuda no processo de cura por exemplo, mas o estado de não oração, apenas o deixar fluir, o ficar parado consciente em um canto também tem mostrado resultados tão eficaz quanto o da oração, é o estado chamado de Meditação! http://www.youtube.com/watch?v=gzaDYx2mGNU
           
            Neste experimento chamado de Vipassana, presos são apresentados a uma técnica de meditação que os levam a despertar seu estado humano e os faz repensar seus atos.
            Em 1993 John Samuel Hagelin em uma experiência inédita reuniu 4 mil pessoas para meditar em Washington e os índices de criminalidades caíram em 25% naquele ano. Maiores detalhes sobre este experimento podem ser encontrados na internet. http://www.youtube.com/watch?v=ShsEcTT5ugs

            O que podemos concluir é que não se trata de um conjunto de palavras que devem ser ditas como sendo palavras mágicas ou um forte estado de concentração, muito pelo contrario é o estado de se acalmar e permitir que o seu ser se harmonize com o fluxo do Universo com o estado do espírito e assim nós encontramos em nosso ser o nosso lugar no Universo e neste momento o nosso espírito está no lugar que está por fazer parte deste imenso e infinito estado de vida de toda criação é o nosso encontro com o nosso Prosópon, assim estamos onde estamos, pois ai é o nosso lugar e somos sim responsáveis por tudo que ocorre no Universo e o Universo só é a ação da própria ação que o criou. É como o ator em seu papel no teatro e toda ação vem da força gerada dentro de cada personagem, portanto somos nós que criamos os heróis e também figuramos os vilões, se queremos um mundo de paz como no estado de meditação precisamos mesmo é estar em paz e assim sentiremos a presença do espírito santo cada vez mais forte dentro de nós.


Comente com o Facebook: